Segundo laudo confirma que álcool matou Amy Winehouse

08/01/2013 18h19
Da Redação

Segundo laudo confirma que excesso de álcool causou morte de cantora  (Crédito: Divulgação)
Segundo laudo confirma que excesso de álcool causou morte de cantora (Crédito: Divulgação)

O segundo laudo sobre a causa da morte de Amy Winehouse reafirma que a cantora de 27 anos morreu de forma acidental, após ingerir álcool depois de um período de abstinência. O documento, elaborado pela médica legista Shirley Radcliffe, foi emitido nesta terça-feira (8).

O laudo afirma ainda que a morte por intoxicação por álcool foi um ato deliberado da cantora, afastando qualquer circunstância suspeita relativas a morte de Amy, que era usuária de drogas e fazia tratamento contra o vício.

A dose de álcool no corpo de Amy, segundo o novo laudo, podia afetar o sistema nervoso central, podendo facilmente levar uma pessoa a morte. O corpo de Amy foi encontrado em sua casa em Londres no dia 23 de julho de 2011 ao lado de garrafas de bebidas.



Fonte: Com Agências

Uma janela foi aberta com a versão para impressão
Caso não tenha aberto, clique aqui para abrir novamente