6ª Bienal do Livro em Alagoas começa 25 de outubro e deve receber 200 mil pessoas

01/06/2013 12h10

Evento terminará no dia 3 de outubro, segundo Edufal (Crédito: Seplande)
Evento terminará no dia 3 de outubro, segundo Edufal (Crédito: Seplande)

Corredores repletos de livros, salas lotadas, convidados renomados, olhares curiosos, público atento e muitas novidades são comuns na Bienal Internacional do Livro de Alagoas. Neste ano, o maior evento literário alagoano chega à 6ª edição e promete atrações de tirar o fôlego. As atividades acontecerão de 25 de outubro a 3 de novembro, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, e irão estender as comemorações ao ano de Portugal no Brasil (2012-2013). O evento é promovido pela Universidade Federal de Alagoas, por meio da Edufal, e tem como presença confirmada o escritor paraibano Ariano Suassuna.

A equipe organizadora da Bienal permanece com os princípios de Leitura para Todos e planeja agenda cultural diversificada para a população alagoana. Ao todo, serão 4.727 m² de área de exposição, 147 estandes, 405 m² de foyer e recepção, 1.600 m² de mezanino, 5 salas para oficinas literárias e de criação, auditório para 500 lugares, salas para palestras e debates com autores nacionais e internacionais, lançamentos de livros, praça de autógrafos e demais espaços de estímulo cultural. A visitação estimada pela organização do evento é de 200 mil pessoas em circulação por toda essa estrutura.

Para a superprodução, a Edufal tem o apoio da Associação Brasileira das Editoras Universitárias (Abeu); da Prefeitura de Maceió; do Governo do Estado e de outras instituições públicas e privadas. As parcerias são fundamentais para que o evento possa reunir representações de editoras universitárias e comerciais do Brasil e do Exterior e promova exposição de aproximadamente 22 mil títulos.

Chegar até a comunidade acadêmica não é suficiente para os organizadores. Despertar o interesse de todos os setores da sociedade é um dos pilares da Bienal Internacional do Livro de Alagoas. Redes de ensino públicas e particulares serão mobilizadas e as visitas – pré-agendadas e monitoradas – devem atender a mais de 70 mil alunos. A agenda cultural do evento também conta com atividades de Literatura Inclusiva, voltada para pessoas com deficiências intelectuais e múltiplas.

Alguns nomes já estão confirmados para o evento, como Ruy Moreira; Maria Adélia Aparecida de Souza; Lilia Schwarcz, Durval Muniz; Eduardo França Paiva e Ronaldo Vainfas.



Fonte: Assessoria

Uma janela foi aberta com a versão para impressão
Caso não tenha aberto, clique aqui para abrir novamente