O Portal de notícias de Alagoas

Polícia

Ex-membro da Gangue Fardada pode ser trazido ainda hoje para Alagoas

10:17 - 22/07/2011 -- Plínio Lins


José Gabriel é um dos criminosos mais procurados de Alagoas

José Gabriel Felizardo dos Santos, 48 anos, um dos criminosos mais procurados de Alagoas, preso na quinta-feira (21), em Beberibe (CE) por policiais do Núcleo de Inteligência da Delegacia-Geral de Polícia Civil de Alagoas, pode ser recambiado ainda nesta sexta-feira (22) para Maceió, ou na próxima segunda-feira, porque está sendo autuado em flagrante por uso de documento falso em Fortaleza (CE).

Gabriel vivia em Beberibe, cidade litorânea a 80km de Fortaleza, com o nome falso de Alex Siqueira da Silva (e não Alex Fabian da Silva, como o Tudo na Hora informou ontem, ao divulgar com exclusividade sua prisão). Ele tinha a função de encarregado de segurança da empresa Aquace, que mantém fazendas de cultivo de camarão.

Grupo de extermínio

Irmão do ex-cabo Cícero Felizardo, o Cição, e comparsa do também ex-cabo Everaldo Ferreira, Gabriel Felizardo era um dos mais temidos componentes da chamada Gangue Fardada, comandada pelo ex-tenente-coronel Manoel Francisco Cavalcante, que cumpre sentença no sistema prisional por vários crimes. A organização criminosa foi desbaratada no final dos anos 90 em Alagoas. Era um grupo de extermínio que atuava em roubo de carros e de cargas e desmanche de veículos, além dos crimes de pistolagem.

Nos tempos em que a Gangue Fardada tinha poder, Gabriel chegou a ser subdelegado de Campestre.

Desertor

Contra Gabriel há dois mandados de prisão preventiva expedidos em Alagoas, ambos por crimes de homicídio. Ele desertou da Polícia Militar de Alagoas em 1993, junto com seu irmão, o ex-cabo Cição. Em 2009, Cição e Everaldo foram condenados a 33 anos de prisão cada um, em regime fechado, por homicídio triplamente qualificado (Cição foi condenado à revelia).

Everaldo

O ex-cabo Everaldo Ferreira, que também estava foragido até 2009, foi identificado por acaso em 2008. Ele vivia em Santo André, no ABC paulista, e sua imagem apareceu na televisão, em rede nacional, por causa da morte de sua filha, Eloá, mantida em cativeiro e assassinada pelo namorado Lindenberg Alves. Everaldo acabou sendo preso pela polícia alagoana em dezembro de 2009, em uma chácara no Eustáquio Gomes, em Maceió. Já havia sido condenado à revelia pelo assassinato do delegado Ricardo Lessa, e do motorista dele, Antenor Carlota, em outubro de 1991, em Maceió.

Denúncia anônima

O delegado-geral da Polícia Civil de Alagoas, Marcílio Barenco, confirmou nesta sexta-feira para o Tudo na Hora que a prisão de Gabriel Felizardo foi resultado de um paciente trabalho de inteligência a partir de uma denúncia anônima feita ao próprio Barenco.

Só falta um: Cição

Com as prisões de Manoel Cavalcante, Everaldo Ferreira e agora de Gabriel Felizardo, só falta a captura de Cição para que a cúpula da Gangue Fardada, que aterrorizou Alagoas até o final dos anos 90, seja toda colocada atrás das grades.