Jovem estava grávida e foi torturada antes de ser queimada ainda viva

16/02/2013 15h57
Da Redação

Jovem foi atraída para uma armadilha idealizada por prostituta (Crédito: TNH1)
Jovem foi atraída para uma armadilha idealizada por prostituta (Crédito: TNH1)

O caso do corpo da jovem encontrado carbonizado foi solucionado na manhã deste sábado (16). De acordo com o delegado José Marcos Farias Rodrigues, da Força Nacional, Franciellen da Rocha, de 18 anos, foi atraída para uma festa em um apartamento na Cruz das Almas, rendida ao chegar, amordaçada, espancada, torturada com cigarro e queimada ainda com vida. Ela morreu grávida de dois meses.

Leia também: Corpo de garota é achado carbonizado em Maceió; polícia suspeita de ritual

Segundo as investigações, a jovem foi vítima de uma vingança de uma prostituta identificada apenas como Vanessa, que é apontada como a líder de um grupo de treze pessoas. Os relatos colhidos pela polícia apontam que a vítima conhecia todos os envolvidos e foi atraída, com mais duas amigas, para uma “armadilha” premeditada. No entanto, o ritual de magia negra foi descartado.

De acordo com o delegado, a vítima tinha tido um relacionamento e estava grávida de um homem que é apontado como namorado de Vanessa. Ainda segundo ele, esse homem não teve envolvimento com o crime.

As investigações revelaram ainda que, após ser brutalmente espancada por diversas pessoas, Franciellen foi levada em um Gol, de cor preta, para o local onde seu corpo foi encontrado carbonizado na sexta-feira (15), na Serraria, e foi queimada com vida. Já suas duas amigas, que também foram convidadas para a festa, também foram espancadas no apartamento, mas foram liberadas em seguida.

Segundo o delegado, Vanessa já foi indiciada pelo envolvimento em outro crime com as mesmas características, mas não havia sido presa na época.

Na manhã deste sábado, a Força Nacional prendeu Saulo José Pacheco de Araújo, de 22 anos, e apreendeu duas menores, de 14 e 17 anos. De acordo com o delegado, todos os envolvidos foram identificados e as buscas continuam.

Leia também: Reconhecido corpo carbonizado na Serraria; três pessoas são presas

Uma janela foi aberta com a versão para impressão
Caso não tenha aberto, clique aqui para abrir novamente