Suspeito é morto em Murici; polícia diz que houve troca de tiros

28/06/2013 17h31
Da Redação, com Assessoria

Operação quer prender pessoas envolvidas com o tráfico de drogas  (Crédito: Arquivo)
Operação quer prender pessoas envolvidas com o tráfico de drogas (Crédito: Arquivo)

Um homem morreu após, supostamente, trocar tiros com a polícia durante os procedimentos da Operação Asfixia da Polícia Civil, em conjunto com agentes do Tigre e do 116° Distrito Policial de Murici. A operação deflagrada nesta sexta-feira (28) foi comandada pelos delegados Robervaldo Davino, da Diretoria de Policia Judiciária, e Manoel Wanderley, do distrito local.

José Allinson da Silva Oliveira foi abordados pelos policiais e reagiu atirando. “Gá”, como era conhecido, acabou sendo ferido e morreu no local. A vítima era acusada de vários homicídios, roubos e estupro contra um menor. Em seu poder, a polícia apreendeu dois revólveres.

Segundo informações da polícia, "Ga" era considerado um bandido de ata periculosidade. “Ele estuprou um garoto de 11 anos. Ele executava as vítimas, abria os corpos, tirava os órgãos porque queria e jogava no chão”, explicou o delegado Manoel Wanderley.

Os policiais prenderam também, no centro da cidade, Regivaldo José dos Santos, conhecido como “Bode”, que era monitorado por uma tornozeleira eletrônica e cumpria pena pelo mesmo crime.

O objetivo da operação, que ainda está em andamento, é prender pessoas envolvidas com o tráfico de drogase homicídios na região. 

Uma janela foi aberta com a versão para impressão
Caso não tenha aberto, clique aqui para abrir novamente